Você me ensinou

Eu lembro da primeira vez que te vi, saindo do avião, coberta de baba, se escondendo atrás da tua caixa. Você estava com medo do mundo, o mundo era muito grande e frio. Eu te estendi minha mão e você a beijou. Eu te pedi para vir comigo e ver o mundo. E só porque eu te pedi, você veio. Eu me lembro daquele dia. VOCÊ ME ENSINOU A ACREDITAR.

 

Eu lembro de você filhote ainda, rodeada de brinquedos, colocados lá somente para você. Eu ria enquanto você balançava a cabeça e latia me convidando a brincar. Você pegava minha meia ou meu sapato e fugia só para eu te perseguir até você me devolver o que tinha pegado. Eu me lembro daqueles dias. VOCÊ ME ENSINOU A BRINCAR.

 

Eu lembro de você adulta, grande e forte. Eu via você saudar visitas abanando o rabo com o olhar atento. Eu sorria e me sentia seguro, pois você estava ao meu lado. Eu me lembro daqueles dias. VOCÊ ME ENSINOU A TER CORAGEM.

 

Eu lembro de você como uma nova mamãe rodeada de filhotinhos. Sentei ao teu lado, te mostrei um por um e vi como você os inspecionou aprovando-os. Você os limpou e tomou conta deles, embora cansada e desgastada. Eu me lembro daquele dia. VOCÊ ME ENSINOU A SER FORTE.

 

Eu lembro de você como uma mãe rodeada de filhotes crescendo. Eu ria enquanto você fazia caretas de dor, quando um deles te mordia e tentava te fazer brincar. Eu via você segurá-los e limpá-los, enquanto eles tentavam se livrar. Eu me lembro daqueles dias. VOCÊ ME ENSINOU A TER PACIÊNCIA.

 

Eu lembro de você velha e cansada. Muitas vezes quis te abraçar e chorar. Você me olhava com aqueles olhos marrons claros tão queridos e familiares. Um dia, a tua alma falou com a minha, você deixou este mundo e eu murmurei “Adeus”. E mesmo naquele momento, com meus os olhos ardendo de tanto chorar, você me ensinou uma última lição. Eu sempre me lembrarei daquele dia. VOCÊ ME ENSINOU A AMAR.

 

De Greg Hibler – Leviathans Lair Mastiffs